Como sair da depressão? Depressão tem cura?

Sair da depressão é possível sim! Muitas pessoas quando são diagnosticadas com depressão se perguntam se não tem mais e as vezes até duvidam que depressão tem cura de verdade. É comum se sentir desse jeito, mas você não precisa perder a esperança.

Para sair da depressão, o passo mais importante é procurar ajuda de um psicólogo e/ou psiquiatra, que realizará o acompanhamento que você precisa. A depressão é uma doença que você pode curar, mas para isso, precisa se dedicar ao tratamento de forma sincera.

Existem alguns tratamentos para a depressão que são capazes de reverter os sintomas e devolver a sua qualidade de vida. O caminho mais comum é a prescrição de remédios antidepressivos e o acompanhamento psicológico, mas é importante realizar também outras atividades que contribuam para a sua saúde mental.

Mitos sobre como sair da depressão

Atualmente, a depressão é uma doença que atinge mais de 300 milhões de pessoas no mundo e 5,8% da população brasileira (dados coletados pela OMS). É uma questão muito séria de saúde pública. Apesar disso,uma grande parcela da sociedade nem sequer sabe que sofre com a doença, e existem muitos mitos a cerca da depressão.

O primeiro mito é a ideia de que a depressão é apenas um estado de espírito, como a tristeza, e por isso, só deve ser sentido por pessoas que enfrentam problemas externos, como abuso ou extrema pobreza.

A verdade é que, apesar de fatores externos também influenciarem em questões de saúde mental, não é isso que define se uma pessoa sofrerá com depressão ou não. Assim como nossa saúde física pode ser influenciada por nossos hábitos, mas também por questões genéticas, a depressão pode acontecer mesmo sem qualquer fator externo óbvio.

Por isso, “pensar positivo” ou “deixar de bobagem” não são o caminho para sair da depressão. É preciso entender o que é a depressão e buscar soluções efetivas. Em especial, o acompanhamento médico.

Não se vence a depressão sozinho, com apenas força de vontade. A depressão, na maioria dos casos, implica um desbalanceamento hormonal que precisa ser corrigido com medicação.

Da mesma forma, não adianta apenas tomar antidepressivos e acreditar que descobriu como sair da depressão. O remédio antidepressivo pode corrigir um desbalanceamento hormonal, mas não vai afetar as questões psicológicas enraizadas que fazem parte do problema. Para isso, é necessária a terapia.

Tratamentos para sair da depressão

O primeiro passo para sair da depressão é aceitar que você precisa de ajuda e buscar ativamente o tratamento da depressão. A presença de amigos e parentes que incentivam você a buscar tratamento é positiva, mas somente você pode se abrir para o tratamento. A sua iniciativa tem muito poder.

A ajuda que você deve procurar é a de um psicólogo e/ou psiquiatra. Em geral, é uma boa ideia procurar primeiro o psicólogo, que é responsável por analisar suas questões. Caso necessária a prescrição de medicamentos, o psicólogo o encaminhará para o psiquiatra, que é o médico responsável pela saúde mental.

Alguns planos de saúde exigem que você faça o procedimento contrário, buscando primeiro o psiquiatra e, então, solicitando o encaminhamento para terapia. Neste caso, siga o procedimento recomendado pelo plano de saúde.

É importante compreender o papel que cada profissional tem no tratamento da depressão. O psiquiatra é o médico que analisa as questões biológicas e medicinais do seu tratamento, buscando o diagnóstico correto para o seu caso e investigando qual o tratamento mais eficaz. Ao buscar um psiquiatra, é possível que o médico solicite exames que indiquem que o seu desânimo está relacionado a uma deficiência de vitamina D no organismo, por exemplo.

O psicólogo, por sua vez, trabalha com as questões emocionais, mentais e comportamentais. A depressão afeta profundamente o dia-a-dia de uma pessoa, provocando desânimo, falta de esperança, dificuldade para sair da cama e realizar tarefas, entre outras sensações negativas que nos atrapalham. Com a ajuda de um psicólogo, podemos procurar a origem de alguns dos nossos problemas e melhorar nossos comportamentos, aumentando a qualidade de vida.

Maneiras alternativas de sair da depressão

Além do psicólogo e do psiquiatra, existem outras atividades que ajudam e muito a sair da depressão. Quanto mais você praticar atividades que contribuem para o seu bem-estar, melhor você se sentirá.

Para sair da depressão:

  1. Pratique atividades físicas prazerosas com regularidade (ex.: caminhada, dança, futebol)
  2. Saia ao ar livre sempre que possível, de preferência durante o dia
  3. Tome banho de sol por pelo menos 15 minutos todos os dias
  4. Tenha uma alimentação saudável, com refeições de 3 em 3 horas
  5. Durma bem, de preferência por 8 horas ao dia e respeitando uma rotina
  6. Pratique a autoconfiança elogiando e sendo gentil consigo mesmo
  7. Monitore o seu humor e descubra o que deixa você feliz ou triste
  8. Evite estresse, afaste-se do que faz mal a você e aproxime-se do que faz bem
  9. Cultive seus hobbies e pratique as atividades que ama (ex.: ler livros, ir ao cinema, fazer artesanato)
  10. Respeite o seu tratamento e não deixe de tomar os remédios prescritos

Você ainda não sabe se está com depressão? Descubra quais os sintomas da depressão.

Gostou? Leia Também:  Quais os tratamentos para depressão?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*