Quais os sintomas da depressão? Descubra agora

Você quer descobrir se precisa de ajuda, mas não tem certeza de quais os sintomas da depressão? Essa é uma dúvida muito comum. Com mais de 300 milhões de pessoas com depressão em todo o mundo, segundo dados coletados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), esse distúrbio já é considerado o mal do século e, ainda assim, há muita desinformação sobre a depressão.

O que é a depressão – Causas e Indícios

Muitas pessoas acreditam que a depressão é apenas uma tristeza profunda, mas a tristeza é apenas um dos sintomas da depressão. Quando falamos de tristeza, é importante compreender que esse é um sentimento. Logo, é normal que ele seja provocado por fatores externos, como um término ou falecimento de um ente querido, e que passe após algum tempo.

A depressão é um distúrbio mental persistente, que afeta pessoas de todas as faixas etárias, gêneros, classes sociais e religiões. Alguns dos principais sintomas da depressão são tristeza e pessimismo, mas esse distúrbio vai muito além dos problemas mais conhecidos.

Pesquisas indicam que a depressão é causada por uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais que potencialmente provocam alterações cerebrais. Isso significa que:

  • Diferentemente de um sentimento, não são apenas fatores externos que podem provocar a depressão, mas também desbalanceamento hormonal, por exemplo
  • Os sintomas da depressão são muito mais graves, profundos e variados do que apenas o sentimento de tristeza, e frequentemente exigem tratamento com antidepressivo

Caso uma pessoa com depressão não busque o tratamento adequado, é provável que o distúrbio afete sua vida profundamente, prejudicando as relações sociais, a execução dos afazeres profissionais e acadêmicos, causando outros problemas de saúde e até mesmo levando à morte.

Conheça os sintomas da depressão

Os sintomas da depressão envolvem desde sentimentos até comportamentos e dores no corpo. Para muitas pessoas, descobrir isso é uma surpresa, pois acreditam que a depressão afeta somente o campo emocional.

A depressão, assim como outros distúrbios mentais, é muito incompreendida, e essa falta de informação e compreensão afeta negativamente a vida das pessoas com depressão, especialmente aquelas que não foram diagnosticadas e não conseguem compreender o motivo por trás do seu comportamento.

 

  • Tristeza constante e profunda

 

Gostou? Leia Também:  Como Ajudar Alguém com Depressão? O Caminho Certo

Apesar de ser um dos principais sintomas da depressão, a tristeza é um sentimento que toda pessoa é capaz de sentir. Por isso, às vezes é difícil diferenciar a tristeza comum da tristeza como sintoma da depressão.

Os principais indícios de que o sentimento de tristeza está associado à depressão são a durabilidade dessa sensação e a falta de motivo aparente. Ou seja, quando a tristeza parece que nunca passa e não tem nenhuma causa específica.

 

  • Falta de energia, cansaço e desânimo

 

As pessoas com depressão, em geral, sentem uma enorme queda na energia. A fadiga e cansaço constante são um dos sintomas mais característicos da depressão, e podem influenciar negativamente diversos aspectos da vida de uma pessoa.

Uma das consequências da falta de energia e fadiga no comportamento de uma pessoa com depressão é a dificuldade para realizar tarefas que são consideradas simples por pessoas neurotípicas (que não sofrem de distúrbios mentais). Por exemplo, levantar da cama, tomar banho, lavar a louça, trabalhar, sair de casa.

 

  • Apatia generalizada

 

Outra faceta da depressão é a apatia generalizada. Além do desânimo constante e a dificuldade para realizar tarefas que podem ser consideradas atividades desagradáveis, a depressão também provoca o desinteresse pelos hobbies e atividades que a pessoa costumava gostar. Por exemplo, sair com os amigos, ler um livro, praticar esportes.

Esse é um dos sintomas mais notáveis da depressão, pois demonstra uma mudança de comportamento e, nos estágios mais graves, leva a um total isolamento social.

 

  • Distúrbios do sono

 

A depressão é muito relacionada à insônia ou hiperssônia. Isto é, a dificuldade para dormir ou a extrema propensão ao sono. Esse é um dos sintomas que se apresenta como um extremo ou outro, mas ambas as possibilidades são prejudiciais para a rotina do indivíduo, pois desregulam o sono e deixam a pessoa cansada constantemente.

 

  • Alterações no humor

 

Gostou? Leia Também:  Como sair da depressão? Depressão tem cura?

Um sintoma que muitas pessoas não associam à depressão é a alteração no humor, que se expressa como agitação, irritabilidade e nervosismo, por exemplo. Esse sintoma é muito confundido com uma questão de personalidade, por isso, às vezes passa despercebido.

É importante também prestar atenção no desenvolvimento de quadros de ansiedade e fobia, uma combinação muito comum para pessoas com depressão.

 

  • Distração e perda de memória

 

As pessoas com depressão tendem a ficar dispersas, desatentas e menos objetivas, com o raciocínio e a tomada de decisões prejudicados, e também apresentam problemas de memória, como lapsos de memória, atrasos ou faltas em compromissos, atos falhos e uma sensação de confusão mental generalizada.

A distração e a perda de memória são sintomas da depressão que têm consequências graves na vida de um indivíduo. Esses sintomas provocam perda no rendimento no trabalho e também na escola ou faculdade, e também podem atrapalhar as relações interpessoais.

 

  • Mudanças nos hábitos alimentares

 

A depressão também influencia profundamente a nossa alimentação. Assim como no caso dos distúrbios do sono, a depressão tende a nos levar a um extremo ou outro quando o assunto são nossos hábitos alimentares. Isto é, a pessoa com depressão tende a perder totalmente o apetite ou desenvolver uma compulsão alimentar.

A consequência mais visível deste sintoma da depressão é a perda ou ganho de peso, que influencia a autoimagem. A saúde física também é prejudicada em ambos os casos.

 

  • Sentimento de autodepreciação intenso

 

A autodepreciação é um dos sintomas da depressão mais presentes nos pensamentos da pessoa com depressão. Sensação de abandono, desamparo e desesperança associados à pensamentos como “eu sou inútil”, “ninguém nunca vai me amar”, “eu não consigo fazer nada direito” são comuns.

Infelizmente, parte do motivo por trás desses pensamentos autodepreciativos também é o estigma social dos sintomas da depressão. Muitas pessoas não sabem ou têm dificuldade para compreender que determinados comportamentos são sintomas de um distúrbio, e não uma escolha própria ou defeito de personalidade.

Parte do processo de cura da depressão é compreender que você não é culpado pelos sintomas da depressão, e que esses comportamentos não definem quem você é.

 

  • Pensamentos suicidas

 

Gostou? Leia Também:  Como Ajudar Alguém com Depressão? O Caminho Certo

Por fim, um dos sintomas da depressão mais alarmantes são os pensamentos suicidas. Muitas pessoas com depressão pensam em se suicidar e/ou que gostariam de morrer, desaparecer ou nunca ter nascido. Caso você tenha qualquer um desses pensamentos, é muito importante que você procure ajuda!

Existe tratamento para depressão. Com o acompanhamento psicológico e psiquiátrico, é possível apresentar grandes melhoras e recuperar a qualidade de vida. Além disso, apenas um médico pode fazer o seu diagnóstico.

Por isso, caso você se identifique com qualquer um dos sintomas da depressão, não fique esperando. Procure ajuda. Ainda que você não consiga marcar uma consulta sozinho, peça ajuda a uma pessoa de confiança.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*